header-logo.png Instituto Kailua
”Trabalhar com vertentes impactantes e benéficas à humanidade não têm preço” – Papo Kailua com Joana Gamillscheg.
doação

”Trabalhar com vertentes impactantes e benéficas à humanidade não têm preço” – Papo Kailua com Joana Gamillscheg.

Aprender algo novo, exercer a cidadania e fazer o bem são apenas alguns motivos que levam crianças, jovens e adultos a decidir fazer um trabalho voluntário. Essas atividades podem não gerar um retorno financeiro imediato, mas os verdadeiros ganhos vão além de um salário na conta no fim do mês.

Ler artigo
Aula de alemão: “dass”-Satz
alemão

Aula de alemão: “dass”-Satz

O tópico a seguir é aquele que muda a vida de todo estudante de alemão. É claro que me refiro às famosas Nebensätze! Nebensätze são as tais “orações subordinadas”, aquelas que muitos estudantes torcem o nariz ao simplesmente ouvir falar sobre.

Ler artigo
Mas, afinal, por que estudar francês?
belgica

Mas, afinal, por que estudar francês?

Quando queremos estudar uma língua estrangeira, é muito comum pensar logo no inglês. Não negamos a importância de aprendê-lo, sobretudo nos dias de hoje, em que dominar o idioma é quase uma necessidade em vários contextos de trabalho e de estudo. Mas você já considerou aprender francês?

Ler artigo
Gran ou Grande: uma questão de apócope
apócope

Gran ou Grande: uma questão de apócope

Ao iniciar os estudos de um novo idioma, é comum que certos fenômenos, usos ou estruturas que o compõem, nos causam certa estranheza. Isso, provavelmente, resulte do fato de não haver tal fenômeno em nossa língua materna. Ademais, há aqueles para os quais conseguimos encontrar explicação para sua ocorrência enquanto para outros, não: trata-se simplesmente de regras da língua ou do idioma. E esse é o caso da apócope presente na língua espanhola.

Ler artigo
Aula de alemão: O que é ‘’Partizipialkonstruktion’’?
alemão

Aula de alemão: O que é ‘’Partizipialkonstruktion’’?

A Partizipialkonstruktion (construção participial) é uma estrutura interessantíssima da língua alemã, ela nos permite utilizar os particípios como adjetivos e substituir uma Relativsatz (oração relativa). Embora tenha toda essa utilidade, é quase impossível de encontrá-la em textos comuns, assim como o Präteritum, Genitiv e outras formas, é um pouco rara, talvez até mais do que essas anteriores.

Ler artigo
Quando usar ‘por que’, ‘porque’, ‘por quê’ e ‘porquê’?
diferença

Quando usar ‘por que’, ‘porque’, ‘por quê’ e ‘porquê’?

O uso dos porquês é um tema amplamente discutido e que traz dúvidas aos nossos estudantes. Pensando nisso, decidimos esclarecer o uso dos porquês para que você se saia bem em provas e concursos.

Ler artigo
Aula de alemão: Genitivo, o caso da posse
alemao

Aula de alemão: Genitivo, o caso da posse

“Sehr elegant!”, assim disse uma professora ao escutar um dos meus colegas utilizando esse caso gramatical tão injustiçado, o Genitiv, ou genitivo. Por que ela disse isso? Simples! Há muito tempo o genitivo vem caindo em desuso na língua alemã e se restringe a contextos formais, textos etc. Mas não o subestimem, ele ainda existe!

Ler artigo
Turbine seu francês: 3 sites incríveis para estudar a língua
français

Turbine seu francês: 3 sites incríveis para estudar a língua

Você já teve aquele pequeno desespero ao entrar em um site todo em francês, ouvir uma música ou assistir a um vídeo e não entender nada? Sei que dá vontade de sair correndo, mas não tem jeito: é preciso estudar. Mas veja bem: estudar francês não é só fazer exercícios.

Ler artigo