header-logo.png Instituto Kailua
Aula de alemão: N-Deklination
alemão, aula de alemão, declinação, Deklination, dica de alemao, N-Deklination,

Aula de alemão: N-Deklination

Hoje vamos tratar de um tema que costuma confundir os alunos. Porém, as regras funcionam de maneira bem geral e possuem poucas exceções.

Pois bem, o que é a N-Deklination?

São substantivos que recebem um –n ou –en no final quando são declinados em qualquer caso; seja ele dativo, acusativo ou genitivo.

E como eu vou saber quais são as palavras que fazem parte da N-Deklination?

A regra mais geral é: todos os substantivos da N-Deklination são masculinos! Sim, todos os substantivos são masculinos, com uma única exceção: das Herz que é neutro. De resto, todos são masculinos!

Eu já sei que são substantivos masculinos, e agora? Além dos substantivos serem masculinos, eles englobam:

Todos os substantivos masculinos terminados em –e:

  • Ich sehe den Affen. (Eu vejo o macaco.)
  • Er spricht mit dem Neffen. (Ele fala com o sobrinho.)
  • Die Polizei fragt dem Zeugen. (A polícia pergunta à testemunha.)
  • Die Beute des Löwen. (A presa do leão.)

Assim como Affe e Löwe, grande parte dos substantivos que nomeiam animais também fazem parte da N-Deklination, inclusive alguns que não terminam em –e, como o substantivo

der Bär = den, dem, des Bären.

Outra regra são os substantivos terminados em: -and, -ant, -ent, -ist, -oge, -at:

Die Lehrerin gratuliert dem Absolventen. (A professora parabeniza o formando.)

  • Der Text des Doktoranden. (O texto do doutorando.)
  • Die Personen hören den Musikanten. (As pessoas escutam o músico.)
  • Die Theorie des Idealisten. (A teoria do idealista.)
  • Mein Vater redet mit dem Biologen. (Meu pai conversa com o biólogo.)
  • Die Rede des Diplomaten. (O discurso do diplomata.)

Designações de pessoas, trabalhos ou cargos:

  • Die Frau ruft den Fotografen an. (A mulher liga para o fotógrafo.)
  • Das Zeichen des Architekten. (O desenho do arquiteto.)
  • Der Schüler trifft sich mit dem Philosophen. (O aluno encontra-se com o filósofo.)
  • Ein Mann schimpft seinen Nachbarn. (Um homem xinga seu vizinho.)
  • Sie dienen dem Herrn. (Eles servem ao senhor.)
  • Das Volk lobt den Bauern. (O povo louva o camponês.)

*Grande parte dessas designações são substantivos vindo do grego.

Nacionalidades que, em sua grande maioria, terminam em –e:

  • Der Pole läuft mit dem Bulgaren. (O polonês caminha com o búlgaro.)
  • Der Bulgare läuft mit dem Polen. (O búlgaro caminha com o polonês.)
  • Die Kleidung des Chinesen. (A roupa do chinês.)
  • Der Mut des Ungarn. (A coragem do húngaro.)

Há pouquíssimos substantivos que no genitivo recebem o –s após o –n, o que é o caso de: der Buchstabe, des Buchstabens; der Gedanke, des Gedankens e der Name, des Namens, mas esses casos são pouquíssimos e pouco relevantes.

Bom, esses são alguns critérios para o uso da N-Deklination, não é muito mais que isso, como já foi dito no início do texto, a única exceção de fato é o substantivo das Herz, de resto são todos masculinos mesmo. É bom observar essa regra sempre que possível, pois ela é determinante para um “schönes Deutsch”, além de ser uma regra realmente relevante.

Compartilhe em suas redes sociais:

RSS
E-mail
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram

Sobre o autor:

Gabriel Nascimento

Gabriel Nascimento

Gabriel Nascimento é formado em Letras: Português – Alemão pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, foi bolsista do programa Hochschulwinterkurs fornecido pelo DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) no ano de 2018 e atualmente cursa mestrado em Estudos Interdisciplinares da Antiguidade Clássica pelo PPGLC -UFRJ. Atua como professor de Língua Alemã desde meados de 2017, além de atuar academicamente com pesquisas ligadas à Idade Média desde 2016.

0 0 vote
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments