header-logo.png Instituto Kailua

Artigos publicados para a categoria: CULTURA

Sally Rooney e a escrita irlandesa

Sally Rooney e a escrita irlandesa

Se você curte romances atuais, inteligentes e maduros, os livros da escritora irlandesa Sally Rooney podem ser uma ótima ideia. Rooney tem feito cada vez mais barulho entre leitores e também entre telespectadores, visto que suas narrativas vêm sendo adaptadas para TV.

Ler artigo
Futebol contra a homofobia

Futebol contra a homofobia

nfelizmente, ainda existe uma ideia no imaginário social de que o futebol seja uma atividade masculina e masculina em termos de senso comum. Tanto sua prática quanto sua torcida. Num ambiente que sempre foi muito cheio de preconceitos, pautados por uma cultura patriarcal e heteronormativa, acaba sendo comum o uso de expressões machistas e homofóbicas. Tudo que não se concretiza na imagem do “homem cis-hétero” – e seus símbolos – acaba sendo desprezado de alguma maneira. 

Ler artigo
Irmãos Grimm: muito mais que contadores de histórias

Irmãos Grimm: muito mais que contadores de histórias

Uma menina que mora com sua mãe e que com seu capuz vermelho cruzaria a floresta para levar uma cesta para sua avó, mas que por não ouvir sua mãe, se põe em perigo ao dar ouvidos para um lobo muito mal. Você conhece essa história?
Esses contos que nos conquistaram com adaptações em filmes da Disney e em diversas releituras, foram na verdade um único livro, com um compilado de histórias reunidas pelos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm no século 17. Quer conhecer outras contribuições dos irmãos? Nós te mostramos nesse artigo.

Ler artigo
A barreira da língua e cultura para brasileiros presos no exterior

A barreira da língua e cultura para brasileiros presos no exterior

Distantes das famílias, isolados em um ambiente desconhecido e afastados pela barreira da língua. Esta é a realidade de muitos cidadãos do Brasil que estão presos no exterior e relatam situações de angústia e sofrimento. São mais de três mil brasileiros que cumprem ou aguardam julgamento em cerca de 84 países. Em alguns casos, há até mesmo o risco de pena de morte.

Ler artigo
Pantanal: o reino das águas pede socorro

Pantanal: o reino das águas pede socorro

Quem não foi buscar o noveleiro que existe em si para assistir ao remake de Pantanal não sabe o que está perdendo. A novela tem lá seus problemas, mas um aspecto é irrefutável: as paisagens estonteantes e de tirar o fôlego retratadas por uma fotografia refinada e muito poética. O Brasil tem muitos lugares bonitos, mas o Pantanal, com certeza, é um dos mais impressionantes.

Ler artigo
Pedro e Inês: A trágica história de amor que ofusca Romeu e Julieta

Pedro e Inês: A trágica história de amor que ofusca Romeu e Julieta

Para os amantes da literatura internacional e fãs de uma boa história de amor, Romeu e Julieta, de 1597 por William Shakespeare, é, sem dúvida, a mais tradicional de todas. O romance criado por Shakespeare rendeu diversas obras de artes, entre filmes, peças teatrais, músicas e livros.
Porém, o que poucos brasileiros sabem, é que existe uma história real (em todos os sentidos da palavra) muito mais trágica que a dos italianos criados por Shakespeare.

Ler artigo
Educação nórdica: a Educação Infantil sem estereótipos da Islândia

Educação nórdica: a Educação Infantil sem estereótipos da Islândia

Já nos anos iniciais da Educação Infantil, as escolas islandesas trabalham com seus alunos valores e princípios que têm como base a igualdade entre todos. Para entender um pouco mais sobre o assunto (e quem sabe tentar reproduzir no nosso país), preparamos esse artigo a fim de conhecermos o trabalho realizado pelas instituições islandesas no que se refere à etapa da Educação Infantil. Veja a seguir!

Ler artigo
Teste mostra o idioma falado por seus antepassados de até 9 gerações atrás

Teste mostra o idioma falado por seus antepassados de até 9 gerações atrás

De que parte do mundo vieram seus avós? Provavelmente você sabe a resposta para essa pergunta, mas e os seus bisavós? E os pais dos seus bisavós? Os avós dos seus tataravós? Ficou difícil, né? Isso porque os registros da época só vão até certo ponto. Raras são as famílias que conseguem manter um controle genealógico que chegue tão longe. Por isso o Instituto Kailua realizou uma parceria com a Genera, assim você pode estudar os idiomas dos seus ancestrais!

Ler artigo