header-logo.png Instituto Kailua

Artigos publicados para a categoria: INGLÊS

“To” ou “for”: qual usar?

“To” ou “for”: qual usar?

”To” e “For” são duas palavrinhas que confundem demais as pessoas que falam português. Ambas são classificadas como preposições (prepositions) e são geralmente traduzidas na nossa língua como “para”. No português, o “para” é usado comumente quando queremos expressar propósito, destino, finalidade, função, benefícios, dentre outras ideias. Contudo, na língua inglesa, tais ideias são distribuídas entre “to” e “for” e, por conta disso, é fácil entender porque nos causa tantas dúvidas, já que não temos tais divergências.
Iremos analisar individualmente ambas as preposições para compreender o uso de cada uma.

Ler artigo
Você sabe a diferença entre ”there is” e ”to have”?

Você sabe a diferença entre ”there is” e ”to have”?

Na língua inglesa, encontramos inúmeros casos em que a comparação com o Português não se aplica, seja em vocabulário ou estrutura. Por exemplo, quando nos referimos à existência de algo, utilizamos no Português corriqueiro o verbo “ter”, assim como o usamos para expressar posse.
Já no Inglês, quando queremos expressar posse ou existência, devemos fazer uso de diferentes expressões. Saiba quais lendo esse artigo.

Ler artigo
Instituto Kailua lança curso de inglês com mensalidade abaixo de R$ 50,00

Instituto Kailua lança curso de inglês com mensalidade abaixo de R$ 50,00

Criamos um curso diferente de tudo que você já viu. Aliamos a flexibilidade do modelo autodidata à orientação e acompanhamento de um professor. O Plano Econômico do Kailua foi desenvolvido para quem não pode pagar valores muito elevados, mas tem a disciplina do modelo de ensino a distância. Vamos explicar como funciona a dinâmica do nosso curso!

Ler artigo
Você sabe a diferença entre Active e Passive Voices?

Você sabe a diferença entre Active e Passive Voices?

Quando falamos em voz ativa (active voice) ou passiva (passive voice), fazemos referência à estrutura das frases. Sentenças na active voice são aquelas em que a ênfase está em quem praticou a ação, ou seja, no sujeito. Quanto às sentenças na passive voice, o objeto que recebe a ação está em evidência.
Para compreender melhor o idioma, o ideal é que conheçamos os dois tipos de vozes e suas respectivas construções. Sendo assim, nesse artigo, vamos abordar os dois tipos de vozes e suas particularidades.

Ler artigo
“Also”, “too” e “as well”: qual a diferença entre eles?

“Also”, “too” e “as well”: qual a diferença entre eles?

O que vocês têm feito para aumentar o nível de experiência no idioma? Vocês têm acompanhado nossas páginas? Que bom! Estamos sempre aprimorando nossos canais para trazer artigos que minimizem dúvidas corriqueiras dos estudantes e aqui vai mais um conteúdo para acrescentar nos estudos!

Ler artigo
Short answers: saiba como usar respostas curtas em Inglês

Short answers: saiba como usar respostas curtas em Inglês

As short answers nos ajudam a evitar frases longas e repetitivas ao respondermos algumas perguntas. Nesse artigo, você aprende a usá-las da maneira correta.

Ler artigo
Brasil ainda não impressiona no conhecimento da língua inglesa

Brasil ainda não impressiona no conhecimento da língua inglesa

Atualmente, no Brasil, cerca de apenas 5% da população domina a língua inglesa. Um número considerado baixo comparado com todas as vantagens que o idioma oferece. Porém, temos visto cada vez mais na população brasileira, a necessidade e a vontade de se aprender uma língua estrangeira. Seja por prazer, estudo ou para se inserir no mercado do trabalho, o número de pessoas fluentes em Inglês (ou em outras línguas) tem aumentado consideravelmente. Independentemente do objetivo, é evidente que, o inglês está inserido no nosso cotidiano, seja através dos filmes, séries, artigos científicos, livros, provas de vestibulares, palavras soltas, entre outros…

Ler artigo
Aprenda a usar a voz passiva (passive voice) no Inglês

Aprenda a usar a voz passiva (passive voice) no Inglês

Ainda não sabe usar a voz passiva em Inglês? O Kailua te ajuda com isso! Com a voz passiva (e todas as suas possibilidades) podemos expandir nosso estilo de escrita, além de conseguir dar o foco que queremos, independentemente da estrutura necessária para isso. Venha saber como!

Ler artigo