header-logo.png Instituto Kailua
Como usar o Pretérito Indefinido do Indicativo em espanhol
aprender espanhol, Espanhol, instituto kailua, Pretérito Indefinido do Indicativo,

Como usar o Pretérito Indefinido do Indicativo em espanhol

Expressar o que aconteceu, mencionar os fatos passados é algo que faz parte do nosso dia a dia. E como fazemos isso em espanhol? Vejamos a tirinha abaixo.

Na tirinha, Gaturro conta a Ágatha o que fez no dia anterior. Ele faz referência a fatos já ocorridos, a ações realizadas. A estes, ele se refere por meio do marcador ayer e pela forma como os verbos foram conjugados: no pretérito indefinido (salí, me encontré, me dio, pisé, me pidió, me habló, me preguntó, resultó, quiso, me explico, dijo).

O pretérito indefinido do espanhol (ou pretérito perfectosimple) é semelhante ao pretérito perfeito do português do Brasil (PB): ambos utilizamos para expressar ações que já aconteceram.

  1. Ayer fuimos a la playa.(espanhol)
  2. Ontem fomos à praia. (PB)

O tempo verbal em questão, podemos empregar para expressar acontecimentos pontuais no passado, em um momento indicado ou que se faz conhecido. Tal momento consiste em um período de tempo já finalizado, ou seja, que não inclui o momento da fala.

Exemplos:

  1. “Ágatha… Ayersalí a buscar los sentimientos humanos”
  2. “Me encontré con la culpabilidad… Sin querer la pisé y encima me pidió disculpas…”

Narrar ou relatar, oralmente ou por escrito, fatos que ocorreram em um contexto descrito por outros tempos verbais.

Exemplo:

  • Me encontré con la libertad, pero estaba encerrada…” fato/acontecimentocontexto

Por corresponder a um tempo verbal que, como mencionamos, diz respeito a acontecimentos passados e já concluídos, podemos combinar o pretérito indefinido com os seguintes marcadores temporais: Hace mucho tiempo/tres años/unos días/unas semanas; El verano pasado; El otro día; La semana pasada; El año pasado; En enero/febrero/marzo/abril/mayo/junio/julio/agosto/septiembre/octubre/noviembre/diciembre; El mes pasado; El fin de semana pasado; Ayer; Anteayer; Anoche; En primavera/verano/otoño/invierno; Aquel día; Aquella vez; La última vez; El otro día; En 1998; El lunes/martes/miércoles/jueves/viernes/sábado/domingo; etc.

No tocante à forma dos verbos, como em outros tempos verbais, há os regulares e irregulares. Começaremos pelos primeiros. Antes, é relevante lembrar que para cada conjugação verbal, há uma determinada desinência. Além disso, a desinência de pretérito indefinido é acrescentada à raiz verbal, após retirar a terminação que marca a que conjugação pertence o verbo (1ª= -ar, 2ª= -er ou 3ª= –ir).

Verbos Regulares
1ª conjugação –AR2ª conjugação – ER3ª conjugação -IR
CantarComerVivir
Yo canté
Tú cantaste Él/Ella/Usted cantó Nosotros(as) cantamos Vosotros(as) cantasteis Ellos/Ellas/Ustedes cantaron
Yo comí
Tú comiste Él/Ella/Usted com Nosotros(as) comimos Vosotros(as) comisteis Ellos/Ellas/Ustedes comieron
Yo viví
Tú viviste Él/Ella/Usted viv Nosotros(as) vivimos Vosotros(as) vivisteis Ellos/Ellas/Ustedes vivieron

Exemplos:

  • Michael Bublècantó muchas canciones en el último concierto.
  • El sábado comimos pizza.
  • Vivieron en el extranjero por dos años.

Nos exemplos 1, 2 e 3, vemos que não há mudança nas raízes verbais; por isso, tais verbais compõem o grupo dos regulares. Além disso, vale ressaltar que:

  • O verbo ver não é acentuado, nem na 1ª pessoa e nem na 3ª pessoa, como o verbo comer apresentado anteriormente, por consistir em formas monossílabas: (yo) vi,(él) vio;
  • Os verbos que apresentam ditongo ao serem conjugados no presente do indicativo, não apresentam ditongo no pretérito indefinido: (ellos) piensan / (ellos) pensaron; (yo) vuelvo / (yo) volví.

E os verbos irregulares? Bom, estes serão tema de um próximo post ;).

¡Nos vemos!

Compartilhe em suas redes sociais:

RSS
E-mail
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram

Sobre o autor:

Géssica Oliveira

Géssica Oliveira

Géssica Oliveira é mestre em Letras Neolatinas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e licenciada em Letras – Português/Espanhol pela mesma instituição. Tem experiência em ensino e pesquisa. Já realizou trabalhos nas áreas de tradução e de revisão de texto. É apreciadora da linguagem. No Instituto Kailua, atua como professora de espanhol.

0 0 vote
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments