header-logo.png Instituto Kailua
Dicas para se sair bem em uma entrevista em inglês
Dicas, entrevista, Inglês,

Dicas para se sair bem em uma entrevista em inglês

Dicas para se sair bem em uma entrevista em inglês

Artigo escrito pela Professora Natália Ricardo

Imagine que você está na recepção de uma empresa e de repente, aparece diante de você o selecionador do Rh da empresa estendo e mão e dizendo: Hi, my name is John Decker. Come on in.” A partir desse momento não há outra saída: o idioma tem que estar na ponta da língua e a chance de conquistar a vaga vai depender de suas habilidades!

Muitos profissionais questionam o que dizer em uma entrevista em inglês e qual a chance de obterem êxito. Se você tem algumas dúvidas quanto à processos seletivos, observe algumas dicas abaixo:

O que você diz pode ser mais importante do que como dizê-lo. Contudo, saber como se expressar de forma eficaz faz toda a diferença.

Vou explicar melhor: Alguns profissionais se perdem ao falar sobre a trajetória profissional, por exemplo, porque ora não dominam bem o idioma, ora não têm um rico vocabulário. Sendo assim, é preciso mostrar que o seu inglês é bom o bastante para suprir as necessidades do cargo pretendido. Se o seu trabalho consistirá em participar de negociações, espera-se que você seja fluente. Na hipótese de o seu cargo exigir apenas leitura de documentos, é esperado que você seja um bom leitor.

Diante disso, sugerimos que você pratique algumas perguntas antecipadamente, como por exemplo: “Quais as foram as maiores conquistas profissionais”? Crie um texto na sua mente com as palavras que você conhece. Pesquise vocabulário e exercite o seu uso. Há bons dicionários inglês-inglês que podem ajudá-lo a melhorar a pronúncia.

Lembre-se: os profissionais de Rh buscam conhecer os seus valores, prioridades e objetivos. Tudo o que você disser será aproveitado para avaliar não apenas o inglês, mas também a sua personalidade. Portanto, palavras de baixo calão devem ser retirada do seu vocabulário, bem como as que não sabe ao certo o significado. Leia sobre a diferença entre gírias e expressões idiomáticas. Enquanto a gíria pode ser inadequada e/ou politicamente incorreta, a expressão idiomática é mais natural, logo, será mais aceita pelo ouvinte. Embora grande parte das pessoas se preocupem com o sotaque, a pronúncia deveria ser a grande preocupação. A questão é avaliar o quanto o sotaque atrapalha a compreensão do que é dito.

O bom falante da língua inglesa deverá estar atento a alguns deslizes, bem como:

a) vícios de linguagem: esses são adquiridos por profissionais que passaram um bom tempo no exterior e, a partir de então, assimilaram esses vícios e os repetem continuamente. O ideal é que seja compreendido como dar pausas, que são essenciais quando falamos.  

b) falar rapidamente: a velocidade da pronúncia das palavras está ligada à eficiência na escolha das palavras. Bons oradores conseguem manter a atenção dos ouvintes através de recursos mais sutis, como variação no tom de voz, por exemplo. Isso vale para entrevistas também!

c) falta de atenção: ouça o que é dito ou perguntado. Não há problema em pedir para repetir quando a pergunta não for clara. Afinal de contas, fazemos isso até mesmo em português! Evite o máximo possível dar respostas usando apenas “yes” ou “no”. Esse momento é crucial que haja interação com o entrevistador, portanto, saber fazer perguntas é tão essencial quanto respondê-las corretamente.

No momento certo, mostre conhecimento do vocabulário utilizado no ramo em que você deseja inserir. Quando o entrevistador usar um termo comum da área, é esperado que você saiba o que significa e dê continuidade. A sua reação poderá ser de quem desconhece o termo ou responder com desenvoltura. Uma excelente maneira de manter-se atualizado é ler revistas, sites ou programas de TV que tenham relação com a vaga pretendida. Cabe destacar que essas atividades só terão efeito se você tiver o nível básico.

O uso de um bom vocabulário pura e simplesmente não indica que o candidato seja fluente, no entanto, a escolha das palavras adequadas podem contribuir para causar o impacto desejado.

Estruturas bem elaboradas podem agregar valor à sua contratação. Quando falamos uma língua estrangeira, podemos parecer mais vagos e precisamos recorrer a estruturas avançadas. A melhor maneira de fazer isso é recorrer a prática regular, seja com professor, grupo de amigos ou na internet. Algumas horas semanais podem fazer a total diferença!

Diante de um entrevistador é possível dizermos o que queremos através de um sinônimo ou uma frase que exprima a mesma ideia, ainda que não saibamos todas as palavras. Esse ato é chamado de competência estratégica e pode criar uma oportunidade para mostrar flexibilidade e aptidão ao lidar com casos em que o seu idioma possa estar aquém do exigido pela empresa.

A qualidade do que é dito em inglês pode ser mensurada em situações inesperadas. Alguns entrevistadores optam por fazer entrevistas por telefone. Embora pareça estranho aos ouvidos de alguns, é desse modo que muitos profissionais resolvem os seus problemas diariamente. Logo, é esperado que você saiba se comunicar sem ou olhar nos olhos de quem está do outro lado da linha.

Outro tipo de atividade muito utilizada por recrutadores é a dinâmica em inglês. O objetivo desse tipo de tarefa consiste em avaliar a capacidade de envolvimento em uma discussão ou negociação no idioma.

Fazer avaliações regulares contribui para conhecer melhor o seu nível do idioma. Testes reconhecidos mundialmente atestam a sua capacidade para ler, falar, escrever e compreender o idioma e podem ser realizados em várias cidades do país. Eles te ajudarão exponencialmente a melhorar o seu conhecimento em inglês!

Compartilhe em suas redes sociais:

RSS
E-mail
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram

Sobre o autor:

Instituto Kailua

Instituto Kailua

O Instituto Kailua é um negócio social que visa levar a educação a lugares onde ela ainda não chega ou é escassa.

Desenvolvemos um sistema ''um para um'', onde cada aluno pagante financia o ensino de quem ainda não pode pagar.

O IK oferece aulas de inglês, espanhol, francês, alemão, italiano, árabe, iorubá, reforço escolar e muito mais.

0 0 vote
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments