fbpx
Instituto Kailua - O ensino que vai até você!
WhatsApp: +55 (21) 98304-0143 | +55 (21) 98304-0135

Garota americana cria material escolar para meninas negras, cadeirantes e com vitiligo e vira “mini CEO”

Representatividade importa muito. Seja na televisão, nas músicas, nas profissões ou nos materiais escolares das crianças. Justamente por não se sentir representada através dos anúncios que encontrava ou de seus próprios materiais, a americana Kamaria Warren de 10 anos resolveu criar algo que pudesse transparecer mais sobre si mesma.

Reprodução do site Brown Girls Stationery.

Criada em 2015, a companhia chamada Brown Girls’ Stationery vende diversos itens escolares como cadernos, mochilas, cartões, guarda-chuvas, entre outros produtos desenhados por Kamaria e finalizados por um ilustrador. Os itens não costumam ultrapassar US$ 45.50, fazendo com que a acessibilidade também seja um ponto positivo para a compra.  

“Nos últimos três anos, ganhamos mais de US$ 10 mil (R$ 39 mil) e desde o ano passado alcançamos mais de US$ 2,5 mil (R$ 9,75 mil) em vendas”, comentou Shaunice Sasser, a mãe de Kamaria que também a supervisiona financeiramente, à BBCMundo, o serviço em espanhol da BBC.

Graças a iniciativa de Kamaria, ela já foi chamada para diversas palestras em escolas, visando inspirar mais crianças a seguirem seus passos e lutarem por seu espaço no mundo.  As compras podem ser feitas através do site da companhia e há a opção de envio internacional, o que facilita ainda mais a propagação do trabalho de Kamaria.

E você gostou do trabalho da pequena grande mulher Kamaria Warren? É uma ideia para se inspirar e para ajudar a disseminar. Conhece algum projeto parecido? Conta pra gente nos comentários!

 

Mayra Bragança

Comentários

Comentários

Posts Relacionados