fbpx
Instituto Kailua - O ensino que vai até você!
WhatsApp: +55 (21) 98304-0143 | +55 (21) 98304-0135

¿Muy o Mucho? Esa es la cuestión

Escrito por: Géssica Oliveira

Muy e Mucho constituem uma dupla de intensificadores presentes na língua espanhola e utilizada com muita frequência. E vocês sabem o que são intensificadores?

Intensificadores são palavras, estruturas que utilizamos para intensificar, ou seja, enfatizar, tornar em excesso algo que dissemos ou mencionamos. No português do Brasil (PB), os advérbios de intensidade são um exemplo de estruturas que funcionam como tal.

  1. Ontem choveu muito.

  2. Paula fala demais.

Em (a), muito está intensificando o verbo chover (choveu). Por meio dele, entendemos que a quantidade de chuva foi grande. O mesmo no que diz respeito ao exemplo (b): demais intensifica o verbo falar (fala); assim, poderíamos dizer que Paula fala pelos cotovelos.

Muy e mucho funcionam, em espanhol, de forma semelhante aos intensificadores do PB que mostramos anteriormente. Mas se ambos expressam o mesmo, como posso escolher qual usar? É de forma aleatória? Par ou ímpar? Cara ou coroa? Não! Cada um tem o seu contexto de uso e sobre isto, vamos tratar mais adiante.

Vejamos:

  1. Ana está muy contenta. (Ana está muito contente)

  2. Carlos compró muchos libros. (Carlos comprou muitos livros)

Em ambos os exemplos, muy e mucho são traduzidos como muito. Mas, então, onde está a diferença? Na palavra que irão intensificar: adjetivo, advérbio, substantivo ou verbo. Enquanto em (c), muy intensifica o adjetivo contenta, em (d), mucho intensifica o substantivo libros, além de concordar com ele em gênero (masculino) e número (plural).

Com isso, podemos deduzir que o muy intensifica os adjetivos e o mucho, os substantivos, concordando com eles em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural).

E os advérbios e os verbos? Observemos os exemplos a seguir:

  1. Me gustó mucho la canción. (Eu gostei muito da música / canção)

  2. Carla canta muy bien. (Carla canta muito bem)

No exemplo (e), mucho está intensificando o verbo gustar (gustó). O muy, por sua vez, intensifica o advérbio bien. Assim, além dos contextos de uso que mencionamos antes, podemos inferir que muy também intensifica advérbios, enquanto mucho, verbos.

Resumindo:

Muy

Mucho

– Sempre invariável;

– Intensifica adjetivos e advérbios;

– Utilizado antecedendo os adjetivos e advérbios.

– Quando intensifica verbos, é invariável; no geral, ocupa uma posição posposta ao verbo.

– Quando intensifica substantivos é variável: mucho, mucha, muchos, muchas. Neste caso, ocupa uma posição anterior ao substantivo.

-Utilizado também nas expressões com:

a) más/menos + substantivo

(Este diario tiene mucha más información que el otro)

b) más/menos + adjetivos o adverbios

(Luisa es mucho más alta que Josefina)

Mas, como toda regra tem a sua exceção, há alguns advérbios que não admitem ser intensificados pelo muy; preferem o mucho. São eles: mayor, menor, mejor, peor, antes y después.

Completando…

Muy

Mucho

– Sempre invariável;

– Intensifica adjetivos e advérbios (exceto 6);

– Utilizado em uma posição que antecedente os adjetivos e advérbios.

– Quando intensifica verbos, é invariável; no geral, ocupa uma posição posposta ao verbo.

– Quando intensifica substantivos é variável: mucho, mucha, muchos, muchas. Neste caso, ocupa uma posição anterior ao substantivo.

-Utilizado também nas expressões com:

a) más/menos + substantivo

(Este diario tiene mucha más información que el otro)

b) más/menos + adjetivos o adverbios

(Luisa es mucho más alta que Josefina)

**Exceção: intensifica os advérbios mayor, menor, mejor, peor, antes y después. Neste caso, mucho é invariável e o utilizamos precedendo tais advérbios.

Gostou? Então, entra em contato com o Instituto Kailua, agenda uma aula e vem estudar espanhol com a gente!

Comentários

Comentários

Posts Relacionados