fbpx
Instituto Kailua - O ensino que vai até você!
WhatsApp: +55 (21) 98304-0143 | +55 (21) 98304-0135

Qual usar: “To” ou “For”?

Artigo escrito pela professora Annie Alves.

”To” e “For” são duas palavrinhas que confundem demais as pessoas que falam português. Ambas são classificadas como preposições (prepositions) e são geralmente traduzidas na nossa língua como “para”.

No português, o “para” é usado comumente quando queremos expressar propósito, destino, finalidade, função, benefícios, dentre outras ideias. Contudo, na língua inglesa, tais ideias são distribuídas entre “to” e “for” e, por conta disso, é fácil entender porque nos causa tantas dúvidas, já que não temos tais divergências.

Agora iremos analisar individualmente ambas as preposições. Comecemos com o “to”.

“to” é usado para indicar transferências geográficas

O primeiro uso de “to” é quando falamos sobre destino. Quando dizemos que faremos uma viagem ou nos deslocaremos de um ponto a outro, o “to” é usado. Veja o exemplo:

– We are going to Berlin. (Nós iremos para Berlim.)

– I have to go to the supermarket. (Tenho que ir ao supermercado.)

O segundo uso é quando expressamos hora. Nos últimos trinta minutos de cada hora, costumamos nos referir ao tempo que resta dizendo que “faltam X minutos para tanto”. Assim:

– It is a twenty to seven. (São vinte para as sete.)

– It’s a quarter to nine. (Faltam quinze minutos para as nove.)

O terceiro uso de “to” é quando nos referimos distância entre um ponto e outro. Vejamos:

– I take fifteen minutes from work to home. (Levo quinze minutos do trabalho para casa.)

– It’s about 3 kilometers from my house to the mall. (A distância da minha casa para o shopping é de aproximadamente 3 quilômetros.)

O quarto uso de “to” é em comparações. Para sermos mais precisos, tais comparações se dão quando expressamos preferência, já que existem outras estruturas que não demandam a preposição quando comparamos dois elementos.

– I prefer coffee to tea. (Prefiro café a chá.)

– She prefers Paris to New York. (Ela prefere Paris a Nova York.)

O quinto uso de “to” é quando damos algo a alguém. Podemos ver esse caso como destinatário, mas sem confundirmos com o primeiro uso (destino).

– I bought this gift to you. (Comprei esse presente para você.)

– This letter is to Mary. (Essa carta é para Mary.)

O sexto e último uso de “to” é quando expressamos motivo/razão seguidos de verbo.

– She came here to see me. (Ela veio aqui para me ver.)

– I did this to make you happy. (Fiz isso para te fazer feliz.)

Agora analisaremos da mesma forma os usos da preposição “for”.

O primeiro uso de “for” é quando queremos mencionar os benefícios de alguma coisa ou até mesmo malefícios se a frase for negativa. Vejamos:

“for” é usado quando alguém se beneficia de algo que esteja sendo feito PARA aquela pessoa.

– Water is good for the body. (Água é bom para o corpo.)

– Eating too much sugar isn’t good for you. (Comer açúcar demais não é bom para você.)

O segundo uso de “for” é quando expressamos um período de tempo. Note que, ao traduzirmos as seguintes frases para o português, não usamos “para” e sim, “por”:

– I lived in Niterói for five years. (Morei em Niterói por cinco anos.)

– She’s travelling for six months. (Ela está viajando por seis meses.)

O terceiro uso de “for” é para o apontarmos algum compromisso em nossa agenda. Nesse caso, a tradução mais comum é “em”, dependendo da situação:

– I booked my flight for June 23rd. (Agendei meu voo para 23 de junho.)

– She has an appointment for March 15th. (Ela tem um compromisso em 15 de março.)

O quarto uso de “for” é quando somos a favor de algo. Quando somos contra, a palavra usada é against, conforme os seguintes exemplos:

– Are you for or against the abortion? (Você é a favor ou contra o aborto?)

– He is for his sister in this situation. (Ele está a favor da irmã nessa situação.)

O quinto uso de “for” é quando expressamos ajuda, quando fazemos algo para alguém, um favor. Vejamos:

– John is carrying the books for me. (John está carregando os livros para mim.)

– Mark asked us to do this for him. (Mark pediu para que fizéssemos isso para ele.)

O sexto uso de “for” é quando explicamos a função de algo. Atenção: o verbo que se segue sempre se encontra no gerúndio (-ing).

– This pill is for calming your nerves. (Esse remédio é para acalmar os seus nervos.)

– Books are good for learning vocabulary. (Livros são bons para aprender vocabulário.)

O sétimo e último uso de “for” é quando mencionamos motivo/razão seguidos de um substantivo. Analisemos:

– Nick and Rob went out for a drink. (Nick e Rob saíram para beber.)

– She bought a dress for the wedding tomorrow. (Ela comprou um vestido para o casamento amanhã.)

Agora que já aprendemos as distinções entre as preposições “to” e “for”, fica mais fácil sabermos qual é a opção correta a ser usada. O segredo é sempre analisarmos com cuidado o que será dito ou escrito e não nos apoiarmos no português quando pensamos em outro idioma.

Artigo escrito pela professora Annie Alves.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados